30 de abril de 2011

O Poder do Entusiasmo

O poder do entusiasmo 
Numa grande empresa trabalhava Álvaro, um funcionário sério, cumpridor de suas obrigações e, por isso mesmo, já com 20 anos de casa. Um belo dia, Álvaro vai ao presidente da empresa fazer uma reclamação: 
- Tenho trabalhado durante estes 20 anos em sua empresa com toda a dedicação, e agora me sinto um tanto injustiçado. Juca, que está 
conosco há somente três anos, está ganhando mais que eu. 
O patrão fingiu não ouvi-lo e, cumprimentando-o, falou: 
- Foi bom você ter vindo aqui. 
Tenho um problema para resolver e você poderá ajudar-me. 
Estou querendo dar ao nosso pessoal uma sobremesa após o almoço de hoje. 
Aqui na esquina tem uma barraca de frutas. 
Vá até lá e verifique se tem abacaxi. 
Álvaro, sem entender, saiu da sala e foi cumprir a missão a ele designada. Em cinco minutos estava de volta. 
Como é? Disse o patrão. 
Verifiquei como o senhor mandou e a barraca tem o abacaxi, disse Álvaro. 
E quanto custa cada? 
Perguntou o patrão. 
Isto eu não perguntei não! 
Respondeu Álvaro. 
Eles têm quantidade suficiente para atender todos os funcionários? 
Perguntou o patrão. 
Não sei não? Respondeu Álvaro. 
Muito bem, Álvaro, sente-se ali naquela cadeira e me aguarde um pouco. 
Pegou o telefone e mandou chamar o Juca. 
Quando Juca entrou na sala o patrão foi logo dizendo: 
Juca estou querendo dar ao nosso pessoal uma  sobremesa após o almoço de hoje. 
Aqui na esquina tem uma barraca de frutas, vá até lá e verifique se tem abacaxi. 
Em oito minutos Juca estava de volta. 
- E então, Juca? Perguntou o patrão. 
Tem abacaxi, sim. Têm quantidade suficiente  para todo o pessoal e se o senhor quiser eles  têm também laranja e banana. 
E o preço? perguntou o patrão. 
Bom o abacaxi eles estão vendendo a R$1,00 o quilo, a banana a R$0,50 o quilo e a laranja a R$20,00 o cento, já descascada. 
Mas como eu disse que a quantidade era grande eles me concederam um desconto de 15%. Deixei reservado o abacaxi. 
Caso o senhor resolva, eu confirmo. 
Agradecendo ao Juca pelas informações o patrão dispensou-o e voltou-se para Álvaro na cadeira ao lado e perguntou-lhe: 
- Você perguntou alguma coisa quando entrou em minha sala hoje. O que era mesmo? 
Nada sério não, patrão. Respondeu Álvaro. E saiu da sala.


29 de abril de 2011

Traição da Muié do Zé com Arcides



TRAIÇÃO
O amigo chega pro Zé e fala:
- Ô Zé, tua muié tá te traíno com o Arcides.
- Magina! Ela num me trai não. Cê tá inganado.
- Óia, Zé ! Toda veiz que ocê sai prá trabaiá, o Arcides
vai prá sua casa e prega ferro nela.
- Duvido! Ele num teria corage...
- Mais têve! Pode cunfirí...
Indignado com o que o amigo diz, 
o Zé finge que sai de casa e se esconde 
dentro do guarda-roupa.  

O Zé fica olhando pela fresta da 
porta do guarda-roupa, 
que está entreaberta, e, 
logo em seguida, vê...
... sua muié leva o Arcides para dentro 
do quarto e começa a sacanagem.
Mais tarde, ele encontra com o amigo, 
que lhe pergunta o que houve. 

O Zé relata, cabisbaixo:
- Foi terríve... Ela jogô ele na cama, 
tirô a brusa... e os peito caiu.
Tirô a carcinha... 
aí a barriga e a bunda dispencô.
Tirou as meia... 
E aparece aquelas varizaiada toda, 
as perna tudo cabiluda... 

E eu lá dentro do guarda-roupa, 
cas mão no  rosto, dizia:
"Ai, meu Deus! 
Qui vergonha queu tô do Arcides!"


24 de abril de 2011

Dando Valor...

DANDO VALOR ... 
O dono de um pequeno comércio, 
amigo do grande poeta Olavo Bilac, 
abordou-o na rua: 
- Sr. Bilac, estou precisando vender
o meu sítio, que o senhor 
tão bem conhece. 
Será que o senhor poderia redigir o 
anúncio para o jornal? 
Olavo Bilac apanhou o papel e escreveu: 
Vende-se encantadora propriedade, 
onde cantam os pássaros ao amanhecer 
no extenso arvoredo, 
cortada por cristalinas e marejantes
 águas de um ribeirão. 
A casa, banhada pelo sol nascente, 
oferece a sombra tranqüila das tardes, 
na varanda. 
Meses depois, topa o poeta com o homem
 e pergunta-lhe se havia vendido o sítio. 
- Nem pense mais nisso -  disse o homem. 
- Quando li o anúncio é que percebi 
a maravilha que tinha ! 
Às vezes, não descobrimos as coisas boas 
que temos conosco e vamos longe atrás 
da miragem de falsos tesouros. Valorize o que
 você tem, os amigos que estão perto de você, 
o emprego que Deus lhe deu, o conhecimento 
que você adquiriu, a sua saúde, o sorriso.... 
Esses são os seus verdadeiros tesouros.
( desconheço autoria )

22 de abril de 2011

Era uma vez o Amor

Era uma vez o amor queria uma casa mais Linda para si. 
Então fez a Terra, e na Terra fez a carne, e na carne soprou a vida e na vida imprimiu a imagem de sua semelhança. E chamou a vida de homem. E, dentro do peito do homem, o amor construiu sua casa, 
pequenina, mas palpitante, inquieta e insatisfeita como O próprio amor. E o amor foi morar no coração do homem. E coube todinha lá dentro porque o coração do homem foi feito do infinito. Uma vez... O homem ficou com inveja do amor. Queria para si a casa do amor, só para si. Queria a felicidade do amor, como se o amor pudesse viver só. Então o amor foi-se embora do coração do homem. 
O homem começou a encher seu coração, encheu-o com todas as riquezas da Terra e ainda ficou vazio (ele sempre tinha fome). 
E continuava com o coração vazio. E uma vez... Resolveu repartir seu coração com as criaturas da Terra. O amor soube... Vestiu-se de carne e veio também receber o coração do homem. Mas o homem reconheceu o amor e o pregou numa Cruz. E continuou a derramar suor para ganhar a comida. O amor teve uma idéia: vestiu-se de comida, se disfarçou de pão e ficou quietinho... Quando O homem ingeriu a comida o amor voltou à sua casa, no coração do homem. 
E o coração do homem se encheu de plenitude. 
( infelizmente sem autoria )

Em busca da Paz ( Veruska )

Em busca da Paz...

Que esta luz te traga a força da natureza e a Paz tão desejada.
Dedique um pouco do seu tempo, hoje, e todos os dias de sua jornada neste Planeta na prática da meditação.
Emita pensamentos de amor, de carinho e união.
Estenda esses pensamentos ao mundo inteiro e com isso transforme seu interior.
Ajude a Humanidade  a desenvolver o sentimento de Fraternidade".
(Veruska)

21 de abril de 2011

O Girassol

O GIRASSOL
Assim como um girassol escolhe sempre estar voltado para o sol, escolha focalizar o lado melhor, mais bonito, mais luminoso e vibrante das coisas que lhe acontecem. 
Nossa percepção é seletiva, nós "focalizamos"  o que queremos ver e deixamos de perceber o restante. 
Você já reparou como é fácil ficar de baixo astral? 
Uma conta para pagar...
Não ganhar todo o dinheiro de que se precisa... 
Não ter a aparência que se gostaria de ter... 
Não ser valorizada no trabalho... 
Não ter encontrado o sucesso, ou um grande amor ...
É por isso que freqüentemente não nos sentimos bem. 
Depositamos nossa atenção no que nos falta, no que nos magoa...
E ocupamos nossa mente com pensamentos preocupantes sobre o futuro. Enfim, deixamos a nossa mente à deriva, torturada por pensamentos negativos que nos dominam.
Na verdade a maior parte do tempo, estamos lutando com a vida, não aceitando o que ela nos traz...E quando não aceitamos aquilo que é, e nos concentramos no que deveria ser, nos frustramos, sofremos cada vez mais, ao ponto de perdemos o sentido da existência...
É justamente quando estamos frustrados e insatisfeitos, que precisamos lembrar que possuímos uma antena interna - a atenção - capaz de captar o lado bom da vida. 
Exatamente como na natureza, faz o girassol.
O girassol se volta para onde o sol estiver, mesmo que este esteja escondido atrás de uma nuvem. Ele está sempre em busca da luz, da vitalidade, da força, da beleza. 
Saber captar o lado luminoso da vida significa aprendermos a valorizar tudo de bom que já recebemos e também a sermos gratos por isso...
Apreciar e agradecer o carinho, o afeto, os gestos de atenção e delicadeza oferecidos pelos amigos, filhos, pais, namorados. Apreciar o sorriso luminoso de alguém que você gosta. Apreciar um gesto de gentileza, uma palavra de estímulo do seu colega de trabalho, do seu vizinho... 
Apreciar todo contato humano que lhe trouxe conforto, novo animo...Apreciar todo apoio que a vida lhe deu, de tantas formas misteriosas, quando precisou... Apreciar e agradecer porque a Vida é Amor, e sempre o protegeu, realizou seus desejos mais profundos, tomou conta de seus interesses e suas verdadeiras necessidades...
Ser aprendiz de girassol,não é fácil!
Infelizmente a maioria de nós, não foi preparada pra buscar o lado luz da vida, e vive se debatendo na obscura zona dos condicionamentos subconscientes e dos pensamentos destrutivos! 
Daqui pra frente, quando perceber que está desanimado, revoltado ou deprimido, que possa se lembrar de ser girassol. 
Selecione o melhor do seu mundo, valorize tudo o que de bonito e bom que existe nele! 
Acredite no Poder da Luz para neutralizar qualquer situação adversa e transformar sua Vida em uma verdadeira obra-prima!
Assim, começará a reter Força, Vitalidade e Alegria dentro de você.
E como o girassol, estará de bem com a grande 
festa colorida que é a Vida! 
(Desconheço o Autor)

Frase de Martin Luther King




"O que mais preocupa não é nem o grito dos violentos, 
dos corruptos, dos  desonestos,  
dos sem caráter, dos sem ética.
O que mais preocupa é o silencio dos bons".
( Martim Luther King )

Ilha da Madeira Portugal
















(São imagens que recebo por email sem autoria, que compartilho por sua beleza )


19 de abril de 2011

Fax do Nirso

FAX DO NIRSO.

UM GERENTE DE VENDAS RECEBEU O
SEGUINTE FAX DE UM DOS SEUS NOVOS
VENDEDORES:

"SEO GOMIS, O CRIENTE DE BELZONTE 
PIDIU MAIS CUATRUCENTA PESSA.
FAZ FAVOR TOMÁ AS PROVIDENSSA.
ABRASSO, NIRSO."

APROXIMADAMENTE UMA HORA 
DEPOIS, RECEBEU OUTRO:
"SEO GOMIS, OS RELATÓRIO DI VENDA VAI XEGÁ ATRAZADO PROQUE TÔ 
FEXANDO UMAS VENDA.
TEMO QUE MANDÁ TREIS MIR PESSA.
AMANHÃ TÁ XEGANO."
ABRASSO, NIRSO."

NO DIA SEGUINTE:
"SEO GOMIS, NUM XEGUEI PUCAUSA DE 
QUE VENDI MAIS DEIS MIR EM BERABA.
TÔ INDO PRA BRAZILHA.
ABRASSO, NIRSO."

NO OUTRO:
"SEO GOMIS, BRAZILHA FEXÔ 20 MIL.
VÔ PRA FROLINÒPOLIS E DI LÁ PRA 
SUM PAULO NO VINHÃO DAS CETE HORA.
ABRASSO, NIRSO."

ASSIM FOI O MÊS INTEIRO.

O GERENTE, MUITO PREOCUPADO 
COM A IMAGEM DA EMPRESA
LEVOU AO PRESIDENTE AS MENSAGENS 
QUE RECEBEU DO VENDEDOR.

O PRESIDENTE ESCUTOU ATENTAMENTE 
O GERENTE E DISSE:
DEIXA COMIGO, QUE EU TOMAREI AS 
PROVIDÊNCIAS NECESSÁRIAS."
E TOMOU...

REDIGIU DE PRÓPRIO PUNHO UM AVISO 
E O FIXOU NO MURAL DA EMPRESA,
JUNTAMENTE COM AS MENSAGENS 
DE FAX DO VENDEDOR:
A PARTI DE OJE NOIS TUDO VAMO FAZÊ 
FEITO O NIRSO.
SI PRIOCUPÁ MENOS EM ISCREVÊ SERTO, 
MOD VENDÊ MAIZ."
ACINADO, O PRIZIDENTI.
(Autor desconhecido)


18 de abril de 2011

Anjinho distraído

Era uma vez um anjinho, muito distraído, chamado Amorel ele recebeu uma incumbência de Deus: 
- Amorel, acabo de inventar os humanos, eles estão classificados como homem e mulher. 
Cada um tem seu par e já estão todos alinhados de par em par. 
Pegue esta bandeja de humanos e leve para que eles habitem a Terra. 
Amorel, ficou contente, pois há muito tempo o Senhor não o chamava para tão nobre trabalho. 
O anjinho pegou a bandeja e ao virar uma esquina lá no céu, trombou com uma anjinha chamada Amanda. 
A bandeja voou longe, e todos os casais de humanos se misturaram. Amorel e Amanda ficaram desesperados e foram contar para Deus o ocorrido. 
O Senhor falou: 
- Vocês derrubaram, vocês juntarão! 
Porém, parece que Deus se esqueceu que os anjinhos eram distraídos. 
E é por isso que a cada dia os casais se juntam e se separam. 
Os dois anjinhos, trabalham incessantemente para que os casais originais se encontrem. 
O trabalho é muito difícil, tanto é que por muitas vezes eles juntam casais errados, pois os humanos espalhados ficam inquietos e cobram o serviço dos anjinhos o tempo todo. 
Quando os humanos se mostram muito desesperados, os anjinhos unem dois desesperados, mas logo depois percebem o engano e os separaram. E, por muitas vezes, está separação é brusca, pois não se tem tempo a perder. Recebi um bilhete dos dois anjinhos e vou mandar pra você agora: "Se você é um humano, queremos pedir 
desculpas pela nossa distração, pois errar não é só humano! 
Estamos trabalhando com empenho, porém, sempre contando com a ajuda de vocês. Não se desesperem mas também, não se isolem, 
tentem se mostrar realmente, quem é cada um de vocês, pois a medida que cada um mostrar o que é de verdade, vai tornar o nosso trabalho mais fácil. Aproveitamos a oportunidade, para nos desculpar pelas separações abruptas, sabemos que elas geram muito transtorno, mas se nós o separamos de alguém, é por que em algum canto vimos alguém bem mais parecido e por isso precisamos isolá-los para facilitar o encontro. "Fiquem com Deus." 
 (Autor Desconhecido) 


Um dia de Esperança

Um dia de esperança

Siga tranqüilamente e lembre-se que há
sempre paz no silêncio. Fale a sua verdade
manda e claramente, mas também ouça
a dos outros, eles também tem a sua
própria verdade.
Evite as pessoas transtornadas e agressivas
elas afligem o nosso espírito.
Nunca se compare as outros porque sempre
haverá alguém inferior ou superior a você.
Seja você mesmo vivendo intensamente
o que já pode realizar, interessando-se
pelo seu trabalho mesmo que humilde,
sendo cauteloso nos negócios
pois o mundo está cheio de astúcias.
Não simule afeição nem caia na descrença
porque a virtude sempre existirá e
o amor mesmo diante de tanto desencanto
é tão perene quanto a relva.
Aceite o carinho dos mais velhos,
mas também seja compreensivo aos
impulsos da juventude.
Apesar das agruras e dos desencantos
o mundo ainda assim é bonito.
Esteja em paz com a sua alma e com Deus..
LINCOLN FERREIRA 



Favela Japonesa










16 de abril de 2011

Zero Grau ( Adersen Chrestani )

ZERO GRAU
Adersen Chrestani

Eu mal esperava
A manhã vestida de branco
A neblina que cerra
O sol que se esgueira...
Fogão à lenha.
E na tarde fria ensolarada
Pessoas na calçada...
Calor humano.
E quando a noite chega
Longa, elegante e negra
Um cálice de vinho
Olhos nos olhos...
O amor.
Na madrugada
Paixão exacerbada...
Calor do cobertor.
Publicada em Zero Hora, no dia 19 de abril de 2008.

Depois da Chuva ( Adersen Chrestani )


DEPOIS DA CHUVA
Adersen Chrestani

Que chova a chuva toda,
Que cerre aos montes,
A visão.
Que esgote esse outono
Da alma
Nesse fim de inverno,
Essa falsa chuva de verão.
Que leva a termo
Esse vazio cinzento
Que trava o tempo,
Mas que depois
Raie o sol
E que se liberte o céu,
Então será primavera,
Se aquecerá a terra
E rebrotará a vida,
Na própria torrente
Consumida.
(Publicada em Zero Hora, no dia 25 de setembro de 2007).


Indesunível ( Adersen Chrestani )

INDESUNÍVEL
Adersen Chrestani

Às vezes saio de mim,
Viajo em mundos outros,
Em dimensões tais,
Que nem posso dizer.
Ma abstraio do eu corpo,
Pecador por natureza,
Que fica assim,
Ferida aberta,
A esperar o eu que foi
Em busca da pureza.
Viajo além dos sete pecados
Até o mundo onde habitam
Os pensamentos,
Prá me isolar de mim mesmo,
Como ensinou o poeta.
Quando volto trago a leveza
Antes intangível
E a certeza que essa cisão
Me fez sereno e forte
Juntando meus eus
Num único indesunível.
I(Publicada em Zero Hora, no dia 11 de setembro de 2007).


10 de abril de 2011

Bagagem da Vida


Bagagem da Vida 

À medida em que os anos 
vão passando, a bagagem 
vai aumentando... 
Porque existem muitas coisas 
que você recolhe pelo caminho,
coisas que você pensa que 
são importantes. 
A um determinado ponto do 
caminho começa a 
ficar insuportável 
Carregar tantas coisas, 
pesa demais... 
Então você pode escolher: 
Ficar sentado à beira do caminho, 
esperando que alguém o ajude, 
O que é difícil, pois todos que 
passarem por ali já terão 
sua própria bagagem. 
Você pode ficar a vida 
inteira esperando, até que 
seus dias acabem.
Ou pode aliviar o peso, 
esvaziar a mala. 
Mas, o que tirar? 
Você começa tirando 
tudo para fora.
Veja o que tem dentro: 
Amor, 
amizade... 
Nossa! 
Tem bastante. 
Curioso, não pesa nada. 
Tem algo pesado. 
Você faz força para tirar... 
Era a raiva - como ela pesa! 
Aí você começa a tirar, 
tirar e aparecem 
a incompreensão, 
o medo, 
o pessimismo. 
Nesse momento, o desânimo 
quase te puxa 
pra dentro da mala. 
Mas você puxa-o para fora 
com toda a força, 
e no fundo aparece um sorriso, 
sufocado no fundo da bagagem. 
Pula para fora outro sorriso 
e mais outro, 
e aí sai a felicidade.
Então você coloca as 
mãos dentro da mala de novo 
e tira pra fora a tristeza.
Agora, você vai ter que procurar 
a paciência dentro da mala, 
pois vai precisar bastante. 
Procure então o resto: 
a força, 
esperança, 
coragem, 
entusiasmo, 
equilíbrio, 
responsabilidade, 
tolerância e 
o bom e velho humor.
Tire a preocupação também. 
Deixe-a de lado, depois você pensa 
o que fazer com ela. 
Bem, sua bagagem está pronta 
para ser arrumada de novo. 
Mas, pense bem o que 
vai colocar lá dentro de novo, hein? 
Agora é com você!
( Mais um lindo texto, que recebi e 
guardei sem autoria )

6 de abril de 2011

A Beleza da Vida



A Beleza da Vida 


Vivemos sempre em busca

Buscamos a tudo, a todo o tempo

O amor perdido, a riqueza almejada, 

o respeito necessário...

E o que procuramos verdadeiramente?

Não sei.

Porém, nesta corrida frenética e constante 

pela conquista, nos cegamos para o real,

Para as coisas que realmente

Fazem a diferença em nossas vidas.

Sábio é o homem 

Que valoriza o comum, o habitual.

Pois é do pequeno que se chega ao grande.

Tudo o que há de grandioso

Não se concretizaria sem o pequeno;

Penso, que a verdadeira busca necessária

É a busca pelo aprendizado;

Somente através dele poderemos valorizar

O que realmente importa para nossas vidas

Porém, não há busca sem sofrimento,

Nem felicidade sem dor.

É preciso sentir a dor 
para gratificar-se 

pelo alívio.

Faça como o sábio,

Olhe para dentro de si e descubra

Que a felicidade é um estado de espírito

Sinta-se feliz

E verá a beleza da vida.
( Infelizmente não tenho o autor ) 

A lei do Sucesso

A lei do sucesso

Para um bom ganhador 
não existem derrotas

Para quem escolheu 
ser um vencedor,
tudo tem um proveito

Não existem perdas,
apenas fins de ciclos

Não existem tombos,
apenas mudanças

Não existem inimigos,
apenas pessoas diferentes

Não existem problemas,
apenas chances de exercitar

Não acontecem desgraças,
apenas chamas passageiras

Não há orgulho ferido,
apenas lições de vida

Não existem comodismos,
apenas rápidos descansos

Não existem os fracassos,
apenas o sucesso dos outros

Não existem competições,
apenas os outros debatendo-se...

Nas leis do sucesso,
só vale quem acredita
 que nasceu para vencer

Porque a vida só leva para 
o futuro quem sabe viver...
( Autor desconhecido )